Idosos podem fazer Pilates?

O atual cenário mundial vem apresentando um progressivo e acelerado envelhecimento da população. Com o aumento da longevidade, ocorrem modificações na saúde do idoso levando ao aparecimento de doenças, principalmente crônico-degenerativas e disfunções musculoesqueléticas, que irão interferir na capacidade funcional do indivíduo e consequentemente, na sua qualidade de vida.

Envelhecer é um processo irreversível, inevitável, um fenômeno que atinge todos os seres humanos e se inicia desde o nascimento.  Durante esse processo ocorrerão várias alterações fisiológicas. O corpo se modifica e a manutenção da autonomia e da independência torna-se fundamental.  Com algumas medidas preventivas é possível envelhecer de forma saudável e feliz e a prática regular de atividade física é uma delas.

Quanto mais ativa é uma pessoa, menos limitações físicas ela terá, já que o sedentarismo pode acelerar o declínio da capacidade funcional, levando à dependência para o desempenho das atividades de vida diária. Por isso, nesse período da vida, o Pilates assume um papel importantíssimo de prevenção e ainda:

  • melhoria da flexibilidade,
  • mobilização das articulações,
  • melhora dos níveis de consciência corporal,
  • equilíbrio,
  • melhora da capacidade cardiorrespiratória,
  • estímulo à circulação sanguínea,
  • alinhamento e estabilidade postural,
  • melhora do condicionamento físico,
  • o alongamento,
  • fortalecimento do assoalho pélvico,
  • aumento da força, resistência e controle muscular,
  • prevenção de lesões,
  • alívio do estresse e o aumento da autoestima.

 

Pilates

Assim, o método Pilates auxilia de forma eficiente o tratamento de doenças características do envelhecimento ou propiciadas por ele, prevenindo lesões e proporcionando um alívio de dores crônicas como os presentes nas osteoartrites, além de retardar o aparecimento da osteoporose. Os exercícios devem buscar o fortalecimento da musculatura necessária às atividades do dia-a-dia, na busca de maior autonomia e independência, com ganhos nas suas capacidades funcionais e uma qualidade de vida satisfatória.

Por tudo isso, o Idoso pode fazer o Pilates, por ser um método que respeita os limites do corpo, evitando lesões e desgaste físico e com um trabalho individualizado. Não existem contraindicações absolutas, apenas relativas, ou seja, que não impedem a aplicação da técnica, mas que exigem adaptações e cuidados. Procure um fisioterapeuta de confiança e faça sempre uma avaliação antes de começar o seu Pilates.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s