Avaliação Fisioterápica

Em todas as áreas que o fisioterapeuta pode atuar, há uma coisa em comum: a avaliação. Além de essencial para elaboração de uma conduta direcionada para a necessidade de cada cliente, é OBRIGATÓRIA segundo o Artigo 15, parágrafo IV do Código de Ética do COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional). Portanto, todos os fisioterapeutas, devem fazer uma avaliação detalhada antes de iniciar qualquer tipo de intervenção ou orientação.
Além do COFFITO, outros órgãos importantes como a OMS (Organização Mundial da Saúde) e WCPT (Confederação Mundial de Fisioterapia) ratificam a importância da avaliação fisioterápica. Cada profissão da saúde tem sua expertise e sua competência e, na área da saúde, essas são muitas vezes complementares.
Pensando dessa maneira, se você precisa de tratamento fisioterápico, não espere que a avaliação deste profissional seja a mesma realizada por um médico, por exemplo. Mas, isso não diminui a importância da avaliação deste. Como dito anteriormente, essas avaliações realizadas por profissionais diferentes são complementares.
A avaliação fisioterápica é realizada para identificar possíveis disfunções de movimento e/ou do Sistema Musculoesquelético. Mas, também, não deixamos de entender como cada indivíduo está situado no seu contexto. Portanto, buscamos entender também quais são os possíveis impactos dessas disfunções nas atividades rotineiras e primordiais no dia-a-dia e se há alguma restrição na participação social impactada por estas questões.
Nossa equipe de fisioterapeutas se capacita constantemente para te avaliar da melhor maneira possível. Buscamos sempre o atendimento mais individualizado possível. Por mais que você conheça pessoas que tinham uma condição de saúde semelhante a sua atual, suas demandas são únicas e também as causas podem ser bem distintas. Dessa maneira, estamos prontos para realizar sua avaliação e fazermos um plano de cuidados totalmente focado na sua melhora.

Texto produzido por

🧔🏻 Renato de Paula da Silva
✅ CREFITO 4 / 271844-F
📍Fisioterapia Esportiva e Ortopédica

Tive COVID, me tratei, mas ainda não estou bem… E agora?

Hoje estudos demonstram que os impactos da internação em UTI podem perdurar por meses e até anos após a alta hospitalar, interferindo na capacidade funcional e cognitiva destes pacientes e aumentando o risco de mortalidade. 50% dos sobreviventes do ambiente de terapia intensiva que utilizaram ventilação mecânica desenvolvem a PICS, um grupo de complicações pós-críticas que incluem dor, fraqueza muscular, fadiga severa, prejuízos físicos, neuropatias, paresias musculares, alteração da função pulmonar, dispneia, diminuição da tolerância ao exercício, disfunções sexuais, disfunção cognitiva persistente e doenças psiquiátricas (ansiedade, depressão, dentre outras).

Apesar do cuidado intensivo e multiprofissional, a maioria dos pacientes que recebem alta da UTI não recebem cuidados focados nas sequelas adquiridas durante a internação. Devido a diversos fatores, 80% dos pacientes que sobrevivem 2 anos pós alta da UTI podem ter readmissão ao centro de cuidados ou reabilitação ao à UTI novamente.

A covid-19 é uma doença que ainda tem muitos mistérios a serem estudados. Mas já se sabe que ela tem potencial de afetar gravemente diferentes sistemas como neurológico, respiratório, cardiovascular, motor e gastrointestinal. Diante disso, seu potencial para agravar as situações de uma PICS se mostra preocupante.

A fisioterapia cardiorrespiratória tem poder de atuação na maioria dessas sequelas de internação que muitas vezes podem passar despercebidas por profissionais de saúde quando esse paciente retorna à vida em sua casa, família e trabalho. Quando não consegue mais realizar as funções de antes.

É possível através de uma avaliação individualizada e detalhada, detectar as principais questões que precisam ser tratadas e montar um plano de tratamento com objetivo de minimizar ou eliminar os efeitos dessas disfunções adquiridas.

Procure a ajuda de um fisioterapeuta capacitado se perceber que algo ainda precisa ser resolvido pós uma deshospitalização por covid ou qualquer outro motivo de internação prolongada. Ou mesmo um pós covid tratado em domicilio que não te permitiu retornar às funções antigas. Esse profissional pode te ajudar.

Flávia Oliveira Guimarães

  • Fisioterapia – UFMG (2013) 
  • Residência em Neonatologia – Hospital Sofia Feldman (2017) 
  • Curso de oxigeno terapia e Ventilação Mecânica em Atenção Domiciliar – UFMG/ UNA-SUS 
  • Fisioterapeuta plantonista em UTIN, enfermaria pediátrica e CTI Ped no HOSPITAL MUNICIPAL ODILON BEHRENS ( 2017- atualmente) 
  • Capacitada no manejo fisioterapêutico da reabilitação pós alta hospitalar do paciente de covid-19 (2020)
  • Instrutora de Pilates

coronavirus-4914028_1920

Os efeitos da meditação na dor crônica

A grande maioria das pessoas já experimentou ou, certamente, experimentará dor em algum momento de suas vidas. Quando a dor é crônica, estendendo-se por longos períodos, ela pode não estar diretamente relacionada com uma lesão evidente e sim relacionada com as reações psicológicas e emocionais associadas à dor. Dessa forma, ela pode acarretar acentuada queda na qualidade de vida das pessoas, comprometendo o bem-estar físico, emocional e social, além de, desencadear comorbidades como ansiedade, depressão e insônia.
A complexidade dos mecanismos da dor crônica, exige uma abordagem multidisciplinar, combinando agentes farmacológicos com tratamentos fisioterapêuticos e intervenções psicológicas.
O crescente número de estudos clínicos bem controlados vem comprovando os efeitos benéficos da meditação sobre a saúde física e emocional.
A meditação apresenta efeitos sobre o sistema nervoso central (SNC), gerando uma redução na excitação do sistema nervoso simpático e sobre o sistema nervoso parassimpático resultando em melhoras nas respostas inflamatórias, bem como, nas funções neuroendócrinas e metabólicas. Como consequência, ocorre melhora no sono, no humor e na energia física, além de reduzir o risco de depressão e de declínio cognitivo.

Fontes de pesquisa:
MEDITAÇÃO: Novas Perspectivas Terapêuticas Para Controle Da Dor Crônica – DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2015.11.03.002
Estratégias de Mindfulness na abordagem do doente com dor crônica.

Fisioterapeuta responsável: TERESA CASTRO
Pós- graduada em Fisioterapia Gerontológica e atendimentos de Pilates e Yoga
📍CONSULTAS⬇
(31) 2573- 2225

WhatsApp Image 2020-03-13 at 21.25.31

Você sabe quais são os benefícios das palmilhas biomecânicas?

Neste breve post, vamos enumerar os 5 principais:⠀
⠀ ⠀
1) Promover o alinhamento das articulações dos membros inferiores como quadril, joelho, tornozelo e pé, pois por meio da correção dos pés, modificamos o alinhamento destas articulações;⠀

2) Melhorar a distribuição de forças nas articulações, pois o alinhamento das articulações favorece uma melhor distribuição de carga nas cartilagens articulares;⠀

3) Auxiliar no controle de movimentos indesejados ou aumentados;⠀

4) Aliviar pontos de maior sobrecarga, melhorando desconfortos nas solas dos pés;⠀

5) Tratar de dores, principalmente das articulações do quadril, joelho e pé, pois, muitas vezes, estes desconfortos são provenientes das sobrecargas proporcionadas pelo mau alinhamento e pela sobrecarga nas articulações.⠀

 

Fisioterapeuta responsável: Andressa Shayanna

Especialista em Ortopedia e Fisioterapia Esportiva

📍CONSULTAS⬇
(31) 2573- 2225

 

WhatsApp Image 2020-03-13 at 21.31.32

Shiatsu: o que é e pra que serve?

O Shiatsu é uma prática terapêutica antiga da cultura japonesa, que significa “pressão do dedo”, cuja missão principal é gerar um estado completo de saúde e de bem-estar.

É ideal para…

• Dores na coluna/pescoço/ombros
• Dificuldades emocionais (depressão, baixa auto-estima…)
• Stress/Tensão/Ansiedade
• Aliviar tensões musculares
• Artrite
• Lesões desportivas
• Melhora a postura
• Aumentar a circulação
• Relaxamento profundo

Na Resolutiva, o Shiatsu é realizado por fisioterapeuta, que a partir de uma avaliação detalhada, alia a pressão das mãos e dedos a outros recursos terapêuticos ajudando a reequilibrar as energias internas de maneira progressiva, trazendo bem estar e qualidade de vida aos pacientes.

 

WhatsApp Image 2020-02-13 at 16.38.26Texto escrito pela Fisioterapeuta TERESA CASTRO
Pós- graduada em Fisioterapia Gerontológica e atendimentos de Pilates e Yoga

A má postura pode gerar dor?

Sim e tem um indicativo lesional de 60% como: hérnia de disco, desgastes (artroses) e
hipermobilidade cervical.
O uso crescente do tempo em frente aos computadores e celulares aumenta a incidência de dores no  pescoço, a má postura é um fator importante para tal.
Algumas posturas que podem ser prejudiciais são: o pescoço voltado para frente quase na tela do computador e a ausência de apoio para ombros, isto gera um excesso de carga de sustentação nos ombros e por longos períodos leva um aumento da tensão musculatura local.
O que fazer?
Deve procurar um fisioterapeuta para orientá-lo e proporcionar as mudanças que são necessárias a sua rotina, além do tratamento com terapia manual e exercício terapêutico são eficazes para o tratamento da dor cervical mecânica.
De acordo com o estudo Cho et al. 2017 (Upper thoracic spine mobilization and mobility exercise versus upper cervical spine mobilization and stabilization exercise in individuals with forward head posture: a randomized clinical trial. BMC Musculoskeletal Disorders) foi identificado o efeito da combinação de mobilização articular torácica e cervical mais exercícios terapêuticos melhoram a dor e dor forte e o movimento do pescoço dos indivíduos com protrusão de cabeça, obtendo resultados
mais duradouros no grupo torácico e cervical do que somente exercícios cervicais.

girl-1064658_1920 (1)
Texto produzido por Aline Eleto
Fisioterapeuta pós-graduada em osteopatia estrutural e funcional, Método Mckenzie e Acupuntura

O que preciso saber para comprar o tênis ideal?

O tipo de tênis influencia na pisada e até mesmo na mecânica da perna durante a marcha e corrida, além de alguns exercícios como o agachamento( pé em contato com o chão). É considerado UM dos diversos fatores que pode contribuir para lesões na corrida além de interferir na performance.

Existem 3 tipos de pisada:

🔹Pisada Neutra: quando o pé toca o chão com a parte externa do calcanhar e rotaciona/cai ligeiramente para dentro.
🔹Pisada Pronada: quando o pé toca o chão com a parte externa do calcanhar e rotaciona excessivamente para dentro.
🔹Pisada Supinada: quando o pé toca o chão com a parte externa do calcanhar e mantém na parte externa durante o apoio.

No geral, é importante que o tênis seja confortável, espaçoso e leve. Mas, avaliar a pisada é o ideal para uma escolha mais assertiva, principalmente se você tem alguma dor e o Fisioterapeuta é o profissional mais capacitado para te orientar.

A Avaliação Fisioterapeutica envolve vários testes e medidas específicas além da análise da marcha e corrida, sendo possível identificar o tipo de pisada e também entender a forma que seus pés e pernas (corpo como um todo) se comportam durante estes movimentos.

Texto escrito pela nossa Fisioterapeuta Andressa Shayanna

Maiores informações: (31) 25732225

WhatsApp Image 2020-01-22 at 23.46.13
.

Quando devo fazer alongamento?

3185F312-BB57-4AC7-8190-29D9E8D0721E

Muitas pessoas alongam seus músculos antes ou depois de fazer atividades físicas. Os motivos para fazer esse alongamento seriam reduzir o risco de lesões, reduzir a dor que surge depois do exercício, ou melhorar o desempenho esportivo.
.

O alongamento deve ser evitado antes de treinos de força e potência, por comprometer o treinamentos diminuindo o desempenho em certos movimentos. Por isso, é recomendável a realização de alongamento menos intenso que não ultrapasse 10 segundos antes dessas atividades, como aquecimento.
.
Em relação a dor muscular tardia (dor após atividade física) o alongamento produz um efeito muito pequeno na dor muscular experimentada. Vale ressaltar o efeito positivo da massagem para estes momentos . (Hebert RD, et al -2011)

Texto escrito pela nossa fisioterapeuta Andressa Shayanna

Maiores informações: (31) 25732225

O que é Paralisia Cerebral?

A Paralisia Cerebral é um conjunto de desordens permanentes que afetam o movimento e a postura devido alguma lesão que ocorreu no cérebro ainda em desenvolvimento.
.
Essa lesão não é progressiva e pode ocorrer durante a gestação, durante o parto ou alguns anos após o nascimento.
.
De acordo com a extensão da lesão as crianças manifestam muitas diferenças referentes ao comprometimento motor e à funcionalidade, variando de níveis leves até mais severos.
.
Sendo assim, as crianças com PC podem andar ou depender de cadeira de rodas, podem ser independentes para alimentar ou precisar de ajuda, podem se comunicar de forma verbal ou depender de formas alternativas.
.
Uma equipe multidisciplinar pode auxiliar no tratamento. O papel do Fisioterapeuta, junto à família, é ajudar a promover a qualidade de vida e a máxima independência, focando nas capacidades dessas crianças.
.
Texto: Déborah Ebert

Maiores informações: 31 2573-2225/ 9923-2225

6005AA65-847F-4BED-9A79-BFCD098AC376

Quando iniciar Pilates na Gestação?

QUANDO INICIAR?
✅O Pilates na gravidez pode ser realizado desde o primeiro trimestre, desde que você tenha liberação do seu Obstetra.

COM QUAL PROFISSIONAL?
✅Pilates deve ser realizado com profissional capacitado para não trazer qualquer problema para a mãe ou para o bebê.

QUAIS OS BENEFÍCIOS?
✅Fortalecimento muscular, flexibilidade, treino da consciência corporal e da respiração, podendo, quando realizado corretamente, prevenir dores e preparar o corpo para as alterações posturais que ocorrem no decorrer da gestação e no período pós parto, auxiliando também no trabalho de parto.

AJUDAM EM QUE?
✅Durante a gestação alguns desconfortos podem ocorrer, por exemplo: dor na região lombar, sacroilíaca, pelve, costas, inchaço nos pés, dores nos punhos e intestino preso.
✅Através dos exercícios a gestantes sente seus músculos mais fortes e firmes, assim esses desconfortos durante a gestação podem ser minimizados.
✅Você ira movimenta-se com maior facilidade e ter mais disposição para realizar suas atividades do dia-a-dia, o que pode ajudar na hora de arrumar tudo para a chegada do bebê.

ONDE REALIZAR?
✅ (31) 2573-2225 /(31) 97345-4321 – Atendimento na região da Pampulha BH
.
#marqueumagestante
#saudedamulherobstetricia #saudedamulher #perineo #physio #pilatesparagestantes #pilates #fitness #fisiopelvica #fisiopelvica #pregnant #pregnant #resolutiva #RayaneFisioterapeuta #pampulha #partonormal5CE23E61-18AB-46F5-9F0D-8E282D65C815