DOR NOS PÉS

O que pode ser e como tratar?

Dificuldade de apoiar o pé no chão e dor na sola do pé durante a caminhada e/ou corrida são alguns sinais de sobrecarga em tecidos e articulações desta estrutura. Uma das disfunções mais comum encontrada na população, é conhecida como fascite plantar que pode ser causada por posição ou movimento inadequado dos pés durante a marcha e a corrida e repercute em tensionamento excessivo da fáscia plantar. Esta é uma aponeurose (tecido que recobre a musculatura) da planta do pé que se estende do calcâneo aos dedos e ajuda a manter o arco plantar.(Schwartz et al.,2014)

pe

O que devo fazer?

O tratamento precoce é o mais recomendado por ser uma lesão de recuperação mais lenta. Sendo assim, o primeiro passo é procurar um Fisioterapeuta para que seja realizada uma avaliação detalhada, incluindo análise biomecânica da marcha e corrida (se, corredor), testes de desequilíbrios musculares (força, rigidez e flexibilidade) e mobilidade além de medidas específicas do posicionamento do pé. Esta avaliação determina a conduta ideal.

Entretanto, um das intervenções de sucesso para Fascite Plantar, pode ser a prescrição de palmilhas biomecânicas que favorecem o alinhamento e a função dos pés e membros inferiores, reduzindo o estresse nos tecidos. (Tahririan et al.,2012) As correções variam de acordo com a alteração de cada paciente sendo então uma prescrição individualizada e também precisa para se adaptar ao calçado de uso e contribuir para alívio dos sintomas.

COMO ESCOLHER UM TÊNIS?

Você sabia????

Que o tênis pode influenciar o seu desempenho, além de auxiliar na prevenção de lesão. 

tenis.png

Estudos sugerem que a pronação excessiva e/ou grandes forças de impacto no contato do pé com o solo são fatores contribuintes para as lesões na corrida.

 Estes 3 fatores são importantes para a prescrição do tênis ideal.

  • Visando a PREVENÇÃO, algumas características específicas no tênis como por exemplo, rigidez da entressola pode contribuir para movimento mais adequado, ao controlar a pronação. IMG-20170810-WA0054O amortecimento também é importante por amenizar o impacto, principalmente em indivíduos com padrão de pisada do tipo supinada, já que neste caso, o pé é considerado mais rígido.
  •  Outro fator a ser considerado é o CONFORTO do tênis, caracterizado pelo formato e ventilação adequada. 
  •  E por fim, o DESEMPENHO é influenciado pelo peso do calçado e pela possibilidade de controlar movimento, minimizando a perda de energia. (Nigg et al., 2000). 

No seu caso, você sabe o que realmente precisa?

Amortecimento adicional, controle de movimento ou será que você tem um padrão de movimento adequado além de boa capacidade muscular para usar o tênis minimalista (tênis que simula a pisada mais natural). Para ser mais assertivo na aquisição de um tênis, é aconselhável procurar um profissional especialista para fazer Avaliação Fisioterapêutica específica da pisada, além da análise biomecânica da marcha e corrida. Entre em contato Telefone 2573-2225 e esclareça as suas duvidas com a Fisioterapeuta Andressa.

 

 

Palmilhas para Correção da Pisada

A correção da pisada  e feita através da avaliação de marcha e prescrição de Palmilhas Biomecânicas

IMG_9531Na clínica Resolutiva, você será avaliado criteriosamente com objetivo de identificar os desvios na marcha (alterações durante o modo de andar e de correr) para determinar a possível causa da disfunção do paciente e assim definir a intervenção ideal de forma individualizada.

O foco principal da avaliação é a análise da pisada e do padrão de movimento. Outro aspecto importante na avaliação é a orientação em relação ao tênis adequado.

Desta forma será detectado as alteração da pisada que podem ser amenizadas com correções  mecânicas (alterações que afetam a estrutura do corpo). A partir disso é feito a prescrição para confecção da palmilhas sob medida e até mesmo ajustes específicos em chinelos havaianas (facilita o uso da palmilha em casa), poderão ser realizados. Os resultados são satisfatórios, já que esta tem como função proporcionar melhorar posicionamento do pé e membros inferiores minimizando a demanda sobre determinados tecidos e articulações. 

As palmilhas biomecânicas são consideradas intervenções poderosas na Fisioterapia. As lesões/ disfunções tem causas multifatoriais que se inter-relacionam. Por exemplo, movimentos inadequados do pé (pronação ou supinação excessiva) e diferença de comprimento de membros inferiores são alterações comuns que influenciam diretamente a biomecânica do movimento; predispondo à desequilíbrio na absorção e transferência de forças durante a marcha/ corrida; podendo assim resultar em dores e ou disfunções musculoesqueléticas.  Baseado nisso, a chave para o sucesso no processo de reabilitação e treino preventivo é a identificação de determinados fatores que podem estar associados ou não a queixa do paciente.